Áudios

Hipocrisia
Data: 06/04/2017
Créditos:
Título: Hipocrisia
Autor: Oli Prestes
Voz: Oli Prestes
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Hipocrisia
HIPOCRISIA

Quando Jesus habitou em carne aqui entre os homens, por diversas vezes ele altercou com religiosos contemporâneos seus, denunciando a hipocrisia deles. É interessante que ainda hoje os religiosos hodiernos agem tais quais os daquele tempo. Vejamos:

“E outra vez entrou na sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada. E estavam observando-o se curaria no sábado, para o acusarem. E disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te e vem para o meio. E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se. E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra. Marcos.” 3:1 a 5.

Hoje, por fazermos apologia dos mandamentos do Senhor, também somos observados, para encontrarem ocasião contra nós. E, nessa observação, buscam motivos para acusar-nos de também violar a lei que defendemos. E além de não fazerem a obra que deveriam fazer, ainda buscam impedir aquele que  quer fazê-la. Mas isso já havia sido previsto, veja:

“Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando.” Mt. 23:13.

Alguns religiosos desta época estão fechando a porta aos que querem entrar e pretendendo alargar aquela da qual disse Jesus ser apertada. E isso faz quando propõe uma salvação cuja única exigência é crer que Jesus é o salvador do homem, negando as condições propostas por Ele para alcançar vida eterna.

Jesus disse que na sua vinda Ele irá apartar as ovelhas dos bodes, veja:

“E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.” Mt. 25:31 a 46.

Quem seriam esses seus pequeninos irmãos? Vejamos:

“E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe. E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.” Mt. 12:46 a 50.

Observemos que não foi apenas fome e sede a causa da recompensa, mas hospedagem, vestimenta, visita na enfermidade e na prisão.

Alguns que buscam minimizar as determinações de Jesus, relativizam as mensagens de assistência aos deles, alegando todo tipo de razão como motivo para não cumprir o que Jesus mandou. E mesmo aqueles que têm como fazer e que poderiam fazer sem que isso lhes seja pesado, não o fazem. Se isso não fazem, quanto mais essas outras:

“Vendei o que tendes, e dai esmolas. Fazei para vós bolsas que não se envelheçam; tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói.” Lc. 12:33.

“Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; e dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.” Lc. 6:27 a 37.

Conheço uma pessoa que foi membro da IURD por oito anos. E ela me contou que sofreu um desastre com um grande vendaval que destruiu a sua humilde casa. Então ela foi até a congregação (igreja) a qual pertencia e falou ao seu líder (pastor) sobre a ocorrência, a fim de ver se ele faria alguma coisa por ela. E ele lhe disse: “Aqui nós não damos nada. Dê o seu jeito”. Essa pessoa ainda é viva e camelô no centro da cidade de Manaus, e morava na Rua Igarapé de Manaus antes que o “PROSAMIM” – Programa de saneamento dos igarapés de Manaus - fosse feito naquela área.

Há poucos dias eu vi um vídeo sobre o principal líder daquela organização religiosa, no qual ele ironiza publicação da revista Forbes na qual diz que ele é o pastor mais rico do Brasil. E ele disse que a notícia é mentirosa, e que isso o deixou preocupado a ponto de ter ficado sem dormir. E que ele não é o pastor mais rico do Brasil, mas o pastor mais rico do mundo.

Esse líder está tão cego que nem se deu conta que declarou ser ele um pastor mundano. Então ele não é pastor de ovelhas, mas de bodes. E, já que de bodes, certamente não poderá ser colocado à direita do juiz quando da apartação dos rebanhos.

Também tomei conhecimento que na “tenda da família”, uma congregação da IADDAM localizada na R. Joaquim Nabuco, entre as R. Leonardo Malcher e....................., em Manaus, uma pessoa foi aos administradores de lá pedir uma ajuda, alegando não ter o que comer, e os tais administradores estavam comendo, mas não deram nada a pessoa que foi a eles.

Ora, entre as condições estabelecidas por Deus para alcançar saúde, está:

“Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne? Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do Senhor será a tua retaguarda. Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniquamente; e se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.” Is. 58:8 a 10.

E a mensagem transcende os séculos, veja:

“Quando entre ti houver algum pobre, de teus irmãos, em alguma das tuas portas, na terra que o Senhor teu Deus te dá, não endurecerás o teu coração, nem fecharás a tua mão a teu irmão que for pobre; antes lhe abrirás de todo a tua mão, e livremente lhe emprestarás o que lhe falta, quanto baste para a sua necessidade.” Dt. 15:7 e 8.

E para os cristãos desta época, diz o Espírito Santo:

“Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo? E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?

Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.” Tg. 2:14 a 17.

Disse Jesus:

“O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.” Jo. 15:12 a 14.

Mas se não dão nem ao menos coisa material que está no poder deles, quanto mais dar a vida, como obreiro, missionário, pastor, profeta, etc., voluntariamente!
Enviado por oliprest em 20/12/2016

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr